Meninos superam procura por vacina do HPV

16 Março 2017 08:53:40

Franciele Gasparini
Foto: Arquivo/ASemana
IMUNIZAÇÃO. Primeira dose da vacina está disponível na Unidade Central de Saúde

Os números da vacinação contra o Papilomavírus Humano (HPV) em Santa Catarina estão sendo comemorados. Até a última semana, mais de 5 mil doses da vacina foram aplicadas em meninos de 12 a 13 anos pela rede pública de saúde nos primeiros meses de 2017. 

E em Curitibanos não é diferente. De acordo com a enfermeira responsável pela Vigilância Epidemiológica Luely Kadowaki, a vacina está tendo uma procura muito maior pelos meninos, do que as meninas durante a campanha de 2016. "No ano passado tivemos uma adesão baixíssima do público feminino. Podemos dizer que de cada dez meninos imunizados, uma menina procura pela vacina", revelou.

Conforme Luely, os adolescentes que já tomaram a primeira dose deverão receber a segunda no início do segundo semestre, pois o esquema vacinal para os meninos contra HPV é de duas doses, com seis meses de intervalo entre elas. E quem ainda não procurou a unidade de saúde deve fazê-lo o quanto antes.

Com carteira de vacinação em mãos, os pais devem levar os meninos para imunizar-se na sala 27 da Unidade Central de Saúde, que funciona das 7h30' às 12 horas e das 13 às 17 horas.

Até o ano passado, este tipo de imunização era feito somente em meninas. A ampliação da vacinação contra o HPV para o sexo masculino é uma das novidades do Calendário de Vacinação 2017 da rede pública de saúde, e tem por objetivo minimizar os casos de câncer de colo de útero envolvendo o Papilomavírus Humano.

A ginecologista Patrícia Hoffmann destacou que é preocupante o volume de casos que surgem ao consultório do posto de saúde com mulheres, em diferentes faixas etárias, que estão contaminadas pelo HPV. "Precisamos falar de prevenção urgente em Curitbanos, pois as adolescentes não costumam procurar o médico até que estejam grávidas ou com alguma DST", revelou a médica.

Além de receber a vacina contra o HPV, Luely informou que meninos e meninas, entre 12 e 13 anos também devem imunizar-se contra a Meningite C. "Esperamos que os pais procurem as unidades de saúde em busca da vacina, pois a prevenção ainda é o melhor remédio. Estamos bastante surpresos e contentes com a procura pelos meninos, mas ainda precisamos enfrentam a barreira do preconceito com as meninas", completou Luely.



ConexaoMaster.gif


Enquete

Você costuma preocupar-se com a economia doméstica?


 

INFORMAÇÕES E CONTATO

AV. Salomão Carneiro de Almeida, 338 - Sala 26 - Ed. Gaboardi Master Center - 89520-000 - Curitibanos/SC (49) 3245.1711

Copyright © 2015 A SEMANA EDITORA LTDA. Todos os direitos reservados.